A vida é uma poesia

Poemas de amor, poemas de amizade, poemas para o Dia dos Pais, Poema para o Dias das Mães, poema para o Dia das Crianças, mensagens de otimismo, frases e pensamentos.






Mostrando postagens com marcador Poemas de Amor. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Poemas de Amor. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 25 de maio de 2018

Eu acredito no amor

Imagem Maria Cristina Lima
Já fiz tanta poesia sobre o amor,
Sem nunca ter experimentado um,
Escrevi sobre príncipes encantados,
Amores por mim idealizados,
Namorados que só existiram nos poemas...

Escrevi sobre amores de amigos,
Sobre os amores dos romances,
Lá, coloquei alguém parecida comigo,
Como se eu tivesse tudo aquilo vivido...

Sim, eu acredito no amor,
Deus foi muito bom para mim,
Colocou você no meu caminho
Meu coração não está mais sozinho.

Você é alguém que Deus me preparou,
Que me trata com delicadeza e respeito,
Me ama pelo o que eu sou,
Com todos os meus defeitos...

Primeiro, me pediu em namoro
E depois em casamento,
Fez tudo muito direito,
Tudo muito perfeito!

O que mais eu posso querer
Do que ter você do meu lado?
Você é tudo o que eu pedi a Deus
E, às vezes, não me sinto digna de merecer!

Você é meu caminho para o bem,
É voz que me acalma sempre,
É homem digno, valoroso, respeitoso,
Minha felicidade e minha eternidade.

Eu te amei antes de te conhecer,
Eu te amei, sem saber do teu existir,
Minha eterna gratidão por me escolher
Para a tua preciosa vida comigo dividir.

Eu te amo de todo o meu coração
E ter o seu nome junto ao meu
É promessa de Deus para mim.

Maria Cristina Lima

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

O sol na minha janela


Hoje precisei de ombro e você me deu...
Tinha me esquecido como é um colo,
Tinha me esquecido como você é bonito
Como aquele mar que me manda todos os dias...
Hoje eu só queria palavras no meu ouvido,
Saber que o mundo ainda existe aí fora,
Para poder sair do meu esconderijo.
Hoje está frio, mas não tão frio como dias atrás,
Quando o sol brilhava, mas era pura miragem...
Ainda bem que você é de verdade, que você existe
E graças a você, não estou mais triste!

Maria Cristina Gama
.
.
.

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

O que vem antes...

 O que mais me encanta é o que vem antes: os olhos que descansam nos nossos olhos quando não estamos olhando... Uma mão que toca sem querer em outra... O silêncio... A proximidade... A novidade... e até mesmo a espera... Ah... a espera, quando transformada em hora certa, deixa o dia leve, os pensamentos longe e coloca em nosso rosto um sorriso bobo... Esse é o segredo, é o desejo que isso se repita, pois o que vem antes são momentos que ficarão para sempre no nosso coração. (Maria Cristina Gama)
.
.
.
.
.
.

quinta-feira, 2 de abril de 2015

Quem sabe um dia...


O Jardim Secreto (seriado coreano)

Não sei se um amor assim existe somente em romances ou filmes de ficção, mas quem um dia não sonhou em ser segurada no braço pelo “Kim Joo Won”... Ser olhada por ele com aqueles olhos oblíquos que faz o coração de qualquer mulher bater mais forte...


QUEM SABE UM DIA...

Quem sabe um dia eu sinta esses olhos dentro dos meus,
Quem sabe um dia alguém goste tanto de mim assim
Que eu volte a acreditar em castelos, que nada se perdeu...
Que não existem amores impossíveis, que podemos ser felizes sim!
Quem sabe um dia alguém enxergue em mim o que não se poder ver,
Que sinta o que vai no meu coração, sem se importar de onde eu vim...
Quem sabe um dia, minha história possa sair dos livros de contos de fadas
E eu passe a acreditar no amor, pois sem ele a vida não tem sentido...
Quem sabe um dia...

Por Maria Cristina Gama

domingo, 21 de dezembro de 2014

O poder das palavras


E quando pensei que o meu grande amor
Ensaiava uma valsa em minha direção,
A música parou, as luzes se acenderam
E o conto de fadas acabou com palavras...

Palavras em pedra bruta, mas “se lapidadas”
Soariam como música para meus ouvidos,
Eu aceitaria dançar com você, sem “mas”,
Você me levaria nesta dança, meu querido.

E onde está o encantamento da conquista?
Onde estão as palavras que aprendeu
Nesses livros todos de romances que leu?

As palavras são mágicas, acredite nisso,
Depois delas tudo vem, no tempo certo:
O vinho, o carinho e o beijo tão desejado...

Maria Cristina Gama
.
.
.

sábado, 25 de outubro de 2014

Um pouco de você


E assim, arrumando o meu guarda-roupa
Encontrei um pouco de você...
E para não mais me lembrar, guardei tudo,
Mas não me livrei de nada...
Um dia, quando mexer nessas lembranças
E sentir que não significam mais nada,
Me desfaço desse pouco e me refaço inteira.


Maria Cristina Gama

...

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Não entendo...



Não entendo mais de amor,
Quando penso que as silhuetas ganham cor,
As sombras se misturam nas incertezas,
E todos os sonhos acordam sem memória
E eu fico sem a minha história, sem reticências...

Não entendo mais de amor,
O ontem ficou longe demais
E o futuro já não existe mais,
Estou no meio de um presente incerto,
Uma flor tentando nascer no deserto.

Não entendo mais de amor,
Até os pássaros estão silenciosos...
E o céu puxou um véu no seu rosto,
Não existe barulho lá fora...
O único som agora é do meu coração.

Maria Cristina Gama
...


domingo, 4 de agosto de 2013

Virando a página


Às vezes, o ato de você virar a página significa atitude,
Não adianta nada fixar os olhos em algumas linhas
Quando o amor, em vã filosofia, atingiu a sua plenitude...
Se no próximo capítulo a unidade se desfez nas entrelinhas.

Ah... as entrelinhas...Se tivéssemos prestado atenção nelas,
Teríamos evitado tantas coisas... Mas evitamos essa compreensão.
Quando o escritor tece a sua história, ele pensa em cada detalhe,
Cada palavra, que não foi escrita, está lá, para ser lida com o coração.

Nós, pobres leitores, procuramos ler só o que nos agrada:
A parte quando tudo dá certo: “E viveram felizes para sempre”...
Mas, quando pulamos alguns capítulos, cada folha que foi dobrada
Pode esconder que as personagens mudaram: o mocinho é outro.

Sendo assim, preste atenção aos sinais, tente ler o que não foi escrito,
Tente enxergar os gestos que não existiram, feche os olhos e sinta...
Porque, se não existiram gestos, o amor também não pode ter existido.
Então, esqueça, tire do seu coração, vire a página e comece uma nova história!
Maria Cristina Gama

sexta-feira, 19 de julho de 2013

Declaração de amor

http://framgmentos.files.wordpress.com/2010/09/pensandoemvoce.jpg

O tempo vai apagando a imagem,
Vai apagando a voz, o cheiro...
E é disso que tenho medo:
Do nosso amor se apagar por inteiro.

Ainda consigo ver os seus lindos olhos,
É só fechar os meus e você aparece...
Ainda consigo me lembrar da sua voz,
E do seu cheiro, meu corpo não esquece.

Ainda sinto você presente... Ao meu lado,
Queria ter aquele momento de amor congelado,
A felicidade deveria ser assim, não ter fim.

Mas, é melhor viver um momento de felicidade
E poder se lembrar dele com ternura e saudade,
Que nunca ter vivido um grande amor.


Maria Cristina Gama

quinta-feira, 18 de julho de 2013

Quem sabe um dia...


Um dia, quem sabe tudo volte a ser como antes,
Quem sabe o tempo apague as palavras soltas,
Quem sabe seu coração sinta o que vai no meu
E perceba que o meu amor é puro e é seu.
Não viu o brilho dos meus olhos?
O meu coração disparado?
O sorriso bobo no meu rosto?
E o calor do meu abraço?
O que eu sinto não são simples palavras,
Nem tão pouco algo que se vai no vento,
Eu queria tanto que você soubesse
De tudo o que vai no meu pensamento...
Dizem que um novo amor nos ajuda
A esquecer um antigo amor,
Mas eu apenas gostaria do amor antigo,
Aqui, agora comigo... Não quero um novo amor.
Maria Cristina Gama
17-07-2013 - 23h56

sexta-feira, 7 de junho de 2013

O silêncio das palavras

O meu amor é assim, exibido, colorido,
Faz pose sozinho e no meio de tanta gente...
Aparece de repente, com um largo sorriso,
Deixa o coração acelerado e o sangue quente.

O meu amor é assim, medroso, calado,
Some, de repente, sem deixar aviso,
Não sabe como é bom ser amado
E prefere ser chamado só de amigo.

Ah se soubesse que o diálogo é tudo,
Que não adianta nada ficar mudo,
O tempo passa, a oportunidade passa...

O meu amor é exibido, mas fica escondido,
Escondido nas palavras, na distância...
E ainda espera que o coração entenda tudo.


Maria Cristina Gama

domingo, 2 de junho de 2013

O jeito de cada um...


Muitos olham para nós e nos rotulam
Como séria demais, certinha demais...
Ou espalhafatosa demais, irreverente...
Sem se preocupar se temos algo a mais.

Cada um tem o seu jeito de ser,
Mas é o momento que nos revela,
Quem é sério pode não ser,
E o irreverente pode nos surpreender.

Eu posso falar de mim, por que sou assim:
Reservada e observadora, no começo,
Mas depois, sou divertida com quem conheço.

No amor, só conhecemos realmente alguém,
Na amizade, na cumplicidade, na intimidade,
Sem isso, é julgar, é desistir antes de tentar.


Maria Cristina Gama
.

quinta-feira, 16 de maio de 2013

Carpe diem



Há tanto tempo espero; às vezes, parece que chegou a hora... Eu não tenho medo, mas é difícil decidir quando, na verdade, ainda não sabemos o que realmente queremos, mas, sem tentar, não há como saber se a hora é agora... O que importa é viver intensamente cada momento, aproveitar as oportunidades, pois pode não haver uma segunda chance...
(Maria Cristina Gama – 16.05.2013)
.

domingo, 14 de abril de 2013

Além dos muros do castelo



Agora o meu momento é outro,
Já não sonho com príncipes
E castelos cobertos de ouro,
Isso foi na minha adolescência
Quando tudo era pura inocência.

Agora sonho com o que há lá fora
Do outro lado dos muros do castelo,
Com uma vida simples, sem requinte,
Onde tudo é real e sem mistério,
Quando poderei ser eu mesma.

Por isso, digo adeus aos meus sonhos,
Sonhos românticos de uma menina,
Que só existem nos livros de contos...
Castelos nos aprisionam nas esquinas...
E é o camponês nosso verdadeiro príncipe!

Maria Cristina Gama

domingo, 7 de abril de 2013

PARA VOCÊ



Faz tempo, eu já observava você...
E não é pela cor dos seus olhos,
Não é pela roupa que veste,
Mas por tudo que vem de você.
Os valores que carrega da vida,
Das dores passadas e contidas,
Da vontade de crescer e vencer,
Da humildade que vem do seu ser.
Da forma direta que fala de amor,
Desse sorriso que carrega no rosto,
Dessa pessoa doce que eu tanto gosto.
Faz tempo, eu li você um dia...
Conhecer você era o que mais queria
E agora é quem inspira a minha poesia.

Maria Cristina Gama
.

terça-feira, 19 de março de 2013

NOS PEQUENOS GESTOS



Conhecemos alguém nos pequenos gestos,
Pelo jeito que olha e consegue ver a alma,
Pelo jeito que chega sem medo mais perto,
Pela voz tranquila que transmite calma...

Conhecemos alguém pelas suas atitudes,
Quando diz que fará algo e sempre faz,
Que sem falar nada, revela suas virtudes
E consegue, mesmo no barulho, ver paz.

Você é uma pessoa assim para mim,
Pelo jeito que me olha dentro dos olhos
E sem falar nada, diz tantas coisas...

Alguém que conseguiu entrar aqui dentro
Do meu peito que andava barulhento
E com pequenos gestos me conquistou.

Maria Cristina Gama

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Para todo sempre


Imagem da internet

Queria estar com você agora, mas existe um tempo imenso que nos separa, uma distância presa nesse tempo, presa na correria, presa nos compromissos inadiáveis, tempo e distância que nos acorrentam no passado e no presente e que não nos deixam juntar os elos dessa corrente... Mas um dia, em algum lugar, o tempo se fará presente e seremos um só.

(Maria Cristina Gama 20-02-2013)

domingo, 17 de fevereiro de 2013

Distância

Imagem da internet

Fragmento de um poema que fiz entre 1984 e 1985, para o meu primeiro amor:

"Gostaria que o mundo fosse pequeno
Para poder morar perto dos seus olhos,
Pisar na sua calçada, olhar a sua lua
E roubar a sua estrela..."
(Maria Cristina Gama - 1985)

.